Lugar nenhum | Sonho alegria | Qualquer estação

(Gigi) | (Renato Fechine | Jorge Zarath) | (Gigi)

Nos braços dela quem me dera
Em qualquer canto eu vou
Se for sem ela eu não quero ir pra lugar nenhum
Quando ela passa pela praça sinto que é amor
Já não me sai do pensamento em momento algum

Quando me olha fica tão encabulada
Já percebi que também tá apaixonada
Por que não abre o seu coração?
Noite de lua canto na sua janela
Eu vejo um brilho reluzir nos olhos dela
Revela toda a sua emoção

Eu vou virar a madrugada, eu vou, eu vou
Ficar em frente a sua casa, eu vou, eu vou
Quem sabe assim ela me chama
E admite que me ama

Sonho alegria

Suor, suor
Calor, calor

Tava tão quente, tão quente
Que nem ventava
Cheiro de gente contente, gente suava
Tava enquengado, safado, quase sem roupa
Tava dando sopa, tava dando sopa

Me derretendo, manteiga na chapa
Calor de rachar, calor de rachar
Couro comendo, curtido em salmoura
Amor, tá na hora
Amor tá na hora

Sai a lua e vem o sol
Não adormeço
No calor do seu afago
Eu enlouqueço
Sai a lua e vem o sol
Já tá de dia
Salve, salve quem salvar
O sonho alegria

Uô, uô, uô, uô, ô, ô,ô

Qualquer estação

Minha musa, estrela guia
Eu quero amar você
Lua cheia de mistério
Não consigo entender
Mergulhei na harmonia
Cantei outra canção
Só pra ter você comigo
Em qualquer estação

Eu quero ler seu pensamento
Decifrar seu coração
Caminhando contra o tempo
Levantando essa mão

Lê, lê, lê ô, onde está você?
Lê, lê, lê ô, eu vou te procurar
Lê, lê, lê ô, vem ficar comigo
E se apaixonar