Capricho dos Deuses

(Jauperi | Jorge Zarath)

Numa noite de lua
Uma estrela da rua
Veio pra me iluminar

Numa noite tão quente
Seu amor diferente
Veio pra me devorar

Foi capricho dos deuses
Renascer da paixão
Foi amor diferente
Ardente como um vulcão

Ginga no suingue, no balanço
Nesse balanceiro, amor
Joga teu feitiço, teu encanto
Vem aqui, me conquistou

E sendo assim
Pétala, flor do meu jardim
Que já não vá
Meu canto solto pelo ar

Então verás
Que não és mais
Oh! Pobre coração
Mar de ilusão
Sonho e paixão
Levanta a sua mão e vem

Ginga no suingue, no balanço
Nesse balanceiro, amor
Joga teu feitiço, teu encanto
Vem aqui, me conquistou
E vem cantarolar