Ra├ža

(João Guimarães)

Viver na terra do amor
Onde o luar é diferente
E o cintilar da raça e cor
Ta no sangue dessa gente

Se viveu, se lutou e entendeu
Que agora é diferente
Que agora é diferente

Eu olho e vejo por aí
Todo o mistério dessa gente
Que dança, mexe, ginga e faz
Um mundo diferente

E o amor, ficará
Na lembrança
Desse povo trazido da África
Desse povo trazido da África

Aportou em Salvador
A primeira Capital do Brasil
E o povo que se uniu
Com gritos a clamar
Começou a despertar, por que?